FÓRUM BÍBLICO DF




A LETRA MATA?


Agostinho de Hipona (canonizado pelo catolicismo romano e admirado por alguns grupos evangélicos) pregava que a letra das escrituras sagradas poderia “matar o crente” (►Confira Aqui). De forma semelhante alguns grupos evangélicos atuais costumam afirmar que a aplicação literal do texto bíblico mataria a vida espiritual do crente. Para que tal afirmação seja posta como verdadeira é necessário o leitor desconsiderar o sentido original da expressão "a letra mata" citada no texto bíblico (2 Coríntios 3.6). Existe base bíblica para sustentar a afirmação de Agostinho de Hipona e de alguns grupos evangélicos atuais?

3 comentários:

  1. É evidente que a "letra" à qual o apóstolo está se referindo são os dez mandamentos ou a lei como um todo, que foi dada a Israel com o propósito de provar o homem e revelar ser ele incapaz de seguir a lei. A Lei, portanto, é o sinal de contra-mão e nós aquele enorme caminhão entalado na rua estreita. Assim como faz o sinal, ela nos mostra que estamos na contra-mão e que nada podemos fazer de nós mesmos para sair disso, a não ser por uma obra de Deus. É aí que entra a graça, é aí que entra Cristo morrendo no lugar do pecador. O problema é que muitos grupos isolam o texto para afirmar que o texto inspirado da Bíblia Sagrada não pode ser aplicado literalmente na vida do cristão... Isto é um grave erro...

    ResponderExcluir
  2. Cabe lembrar que nas primeiras décadas do pentecostalismo no Brasil, muitos afirmavam categoricamente que a letra mata, e assim, muitos líderes proibiam os membros de suas igrejas de estudar teologia. Grupos religiosos posteriores acabaram copiando este erro...

    ResponderExcluir
  3. O pior é que ainda hoje muitos evangélicos se utilizam deste versículo completamente descontextualizado para justificarem sua preguiça e negligência na leitura da Palavra de Deus. Nunca tivemos tantas traduções e versões bíblicas como atualmente, mas o analfabetismo bíblico é diretamente proporcional. É trágico quando um grande número de líderes, que estão à frente de igrejas, confessam “nunca” terem lido a Bíblia toda.

    ResponderExcluir

Política de Moderação dos Comentários:

1 - A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Comentários com conteúdo ofensivo não serão publicados, pois debatemos idéias e não pessoas ou instituições. Discordar não é problema, visto que na maioria das vezes redunda em edificação e aprendizado. Contudo, discorde com educação e respeito.

2 - A aprovação de seu comentário seguirá os nossos critérios. O Grupo Doutrina Fiel tem por objetivo a edificação e instrução de seus leitores. Comentários que não seguirem as regras acima e estiverem fora do contexto do blog, não serão publicados.