FÓRUM BÍBLICO DF




SOTERIOLOGIA - DOUTRINA DA SALVAÇÃO


Alguns grupos evangélicos costumam usar o chavão "uma vez salvo, salvo para sempre". Esta afirmação possui fundamentação bíblica ou trata-se de um entendimento equivocado?

Um comentário:

  1. O cristão deve conservar sua salvação e operá-la diariamente, confirmando-a no poder de Deus, porque conformar-se com a idéia de que o “salvo não se perde”, condescendendo com pecadinhos e negligências, é exatamente o que Satanás deseja.
    O ensino bíblico com respeito à salvação é claro, concreto, definido e simples. “Crê no Senhor Jesus e serás salvo...” (Atos 16:31). Mas, crer em Jesus Cristo implica muito mais do que apenas crer que Ele existe. Não basta crer e não viver segundo essa fé em obediência à Sua palavra. “Os demônios crêem e estremecem”, diz a Bíblia. Roberto Carlos, cantor popular, está dizendo aí nas boates e discotecas: “Jesus Cristo eu estou aqui”. Esta é uma forma de crença em Cristo, mas nem por isso Jesus estará ali. Portanto, é preciso que você entenda de uma vez por todas, que crer em Cristo é viver segundo Sua vontade, fazendo o que Ele quer, e não o que desejamos. “Não é suficiente declarar ‘eu creio’ e então continuar ignorando ou violando as leis pelas quais Deus governa Seu vastoUniverso”. O coração convertido vive em harmonia com a Lei Divina.

    A salvação é dada de graça a todos, sem distinção, mas há uma condição para o homem efetivá-la, após recebida por meio da fé, veja: “...Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida” (Apoc. 2:10). E há no livro de Apocalipse, nove promessas semelhantes, endereçadas ao vencedor. Ora, só há vencedor quando existe conflito, guerra, luta e, em se tratando de coisas espirituais, afetas ao cristão, essas promessas provam que há então uma luta para o cristão vencer, a luta contra o pecado, e isso diariamente, até sua morte; quando então se ratificará sua salvação.
    Ninguém pode assegurar que o crente não venha a cometer pecado ou que esteja livre de praticá-lo. O que se pode assegurar, e isso com base escriturística, é que se o justo cair sete vezes, e se sete vezes se levantar, Deus o perdoará, desde que confesse e deixe o pecado.
    Enquanto existir o pecado neste Planeta, haverá a possibilidade da queda do cristão. Por isso Jesus enfatizou: “vigiai”. Por conseguinte, é perigoso dizer que “o salvo não se perde”. Dizemos-lhe que, o salvo só não correrá o risco de se perder quando estiver no Céu, porque então já terá desaparecido o pecado, e lá só chegarão aqueles que forem fiéis até a morte, o que só é possível, operando sua salvação através do processo apontado por Paulo: “Com temor e tremor.”

    Muitos fazem da prerrogativa de que “o salvo não se perde” um salvo conduto para o Céu, e isso é perigoso. E por zelo da sua salvação aqui alerto. Diz claramente o profeta:
    Ezequiel 33:12, 18 e 19 – “Desviando-se o justo de sua justiça e praticando o pecado, morrerá nele.”

    O cristão não tem uma conta no Céu onde vai creditando os atos praticados quando justo, para abater posteriormente, caso venha a deixar o caminho da justiça, confiando no saldo que poderia ficar. A Bíblia é clara: Qualquer cristão que pecar, tudo que de bom realizou quando crente não terá nenhum valor em favor de sua salvação.

    ResponderExcluir

Política de Moderação dos Comentários:

1 - A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Comentários com conteúdo ofensivo não serão publicados, pois debatemos idéias e não pessoas ou instituições. Discordar não é problema, visto que na maioria das vezes redunda em edificação e aprendizado. Contudo, discorde com educação e respeito.

2 - A aprovação de seu comentário seguirá os nossos critérios. O Grupo Doutrina Fiel tem por objetivo a edificação e instrução de seus leitores. Comentários que não seguirem as regras acima e estiverem fora do contexto do blog, não serão publicados.